quarta-feira, 7 de julho de 2010

Não se pode viver com medo!

Você está correndo contra o tempo, e tentando usá-lo a seu favor.

Cada dia que passa, é como um passo pesado, que você tem que dar, e quer dar, pra chegar ao ápice de tudo isso. Para chegar onde seus sonhos estão esperando pra serem vividos.

Contraria muitos, se une a alguns. Sentimentos, lágrimas, dores escondidas, dores escancaradas. Sorrisos soltos, cúmplices! Você tenta provar a cada dia que é muito mais do que parece ser, e quer muito mais do que querem te dar.

E você sabe que não vai viver pra sempre, por isso cada dia é tão precioso. E quando você dá um passo retrocesso, tenta fazer disso uma lição, e logo, rápido, tem que ir pra frente de novo. Os erros cometidos, as decepções, não dá tempo pra se arrepender.

A vida não dá tempo pra você ficar parado, ou pra você se recuperar. Cure suas cicatrizes sob o sol, derrame suas lágrimas em baixo da chuva, se mostre numa canção, se perca numa nota, faça seu mundo novo. Faça do seu jeito.

E desistir não faz parte dos planos! Nunca fará!

Você sabe que está deprimido, e que várias forças e pensamentos soltos querem te puxar pra baixo a cada minuto, mas também tem a certeza que se manter em pé é seu maior desafio. Tente vencê-lo. Corações quebrados podem vencer a luta. Corações quebrados também podem sorrir. Não há uma segunda chance. Você não sabe se terá outra vida.

Mesmo que o navio esteja te levando pra longe daqueles que se importavam se você esta vivo ou morto, se prenda a aqueles que se importam em lutar com você. Muitos aparecerão no meio do caminho. Alguns vão querer chegar com você até o final, mas você vai fugir. Você vai querer que alguns vão até o final com você, mas eles vão embora. Todos vão embora alguma hora. Mas se você tiver sorte, conseguirá se tornar um com quem está indo pro mesmo lugar que você.

Faça valer a pena até a hora que um adeus for inevitável.

Apenas não volte, nem olhe pra trás, se não for pra aprender algo com o que passou.

Você não terá uma segunda chance!

É sua vida, sua estrada, seu último tiro, sua última bala.

...não se pode viver com medo...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário