segunda-feira, 28 de junho de 2010

Até a hora de dizer adeus...


Sorte minha se eu conseguisse parar de olhar pro nada e ver seu rosto.
as coisas seriam mais fáceis.
Me render não estava nos planos,
então por que essa vontade de você simplesmente não me deixa?
Você quase não acredita que eu possa me apaixonar, e eu tenho a certeza de que você não irá.
Chega a ser divertido não acreditarmos.
Então por que essa vontade de ver seus olhos não me deixa?
Agora só o que eu quero é ficar sozinha, por algum tempo, por algumas horas.
então porque essa vontade de ter seus lábios não me deixa?
Por que essa vontade de ouvir sua voz agora?
você nem me recitou poemas bobos, ou histórias tão loucas, ou fatos fascinantes, mas mesmo assim eu fiquei hipnotizada, viciada, mau acostumada...
por que essa vontade de você não me deixa?
Por que eu estou tentando não me entregar aos meus desejos, e estou fugindo?
Adoráveis borboletas perdidas, querendo voar sem rumo e ao mesmo tempo querendo ficar...
Em um momento estamos aqui, no outro já nos perdemos.
Por que essa vontade de você simplesmente não me deixa?
Não me entenda mal, é que você é perfeito até com seus defeitos.
Imcompreensível...
Estou fugindo por todas as razões que me farão chorar se eu ficar.
AS histórias na minha cabeça já estão preparadas para o fim a cada minuto que passa.
Mas tem a tal esperança...
Sentimentos devem acabar com esperança.
Infielmente sua, me tornei.
Eu conheci alguém que me fez quebrar todas as minhas regras, e não dar importância a todos os outros rostos. Eu conheci alguém que me fez acreditar em nada e rir de mim mesma.
Um beijo, e eu tive a certeza que podia viver nesse beijo para sempre..até meu "até logo", que esconde até "nunca mais".
até quando, com um sorriso no rosto, dizer adeus.

( o que era pra ser uma música, virou um texto enorme)

Um comentário:

  1. Gostei do teu blog, parabens tem grande talento
    irei seguir tbm, bj

    ResponderExcluir